Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria Amélia

Não nos devemos demorar onde não somos felizes... Não há nada que a persistência não alcance...o que importa é o que tu queres!

Maria Amélia

Não nos devemos demorar onde não somos felizes... Não há nada que a persistência não alcance...o que importa é o que tu queres!

LEVAS O ALMOÇO PARA O TRABALHO?

 

MARMITAS

 

 

images (1).jpg

 

Levar comida de casa para o trabalho é uma ótima opção para quem procura emagrecer com saúde e ainda economizar dinheiro.

Por essas vantagens a marmita é uma opção para quem pretende perder alguns quilinhos extras e ainda emagrecer comendo coisas saudáveis.

 

Quando almoças em restaurantes estás sujeita a cair em tentações como doces e frituras. Quando levas marmita de casa não tens como não seguir a risca o cardápio. Só tens aquela opção e sem direito a repetir.

Nos intervalos entre as refeições deves optar por lanches leves, nutritivos e pouco calóricos. Frutas, salada de frutas e iogurte magro com 0% de gordura acrescentado a linhaça ou aveia, um copo de sumo de frutas ou um chá são algumas das opções que podem complementar os teus alimentos entre as refeições.

 

transferir5.JPG

 

 

8 Regras para uma marmita saudável

 

Um estudo realizado pela empresa de estudos de mercado Kantar Worldpanel, divulgado em 2012, revelou que cerca de 40% das famílias portuguesas levava o almoço para o trabalho em vez de ir almoçar fora – comparativamente aos 29% em 2009. 
Em 2015, não resta qualquer dúvida: a tendência da marmita veio para ficar. Porém, para que corresponda a uma refeição saudável, nutritiva e completa, eis algumas regras que deves seguir.  

  1. Uma estratégia económica e prática é cozinhares quantidades maiores do que aquilo que vais necessitar para o almoço/jantar e reservar o que sobrar para a marmita do dia seguinte. Se não quiser comer a mesma coisa dois dias seguidos, congela e guarda para o almoço de outro dia da semana.  
  2. Opta sempre grelhados, cozidos ou assados e esquece os fritos.  
  3. Acompanha com uma porção grande de vegetais (se forem crus devem ir num recipiente à parte) e uma porção pequena de arroz/batata/massa.
  4. Leva sempre sopa. Nutritiva, dá-te também a sensação de saciedade, o que faz com que não necessites de comer muito a seguir.
  5. Uma salada é uma excelente opção como prato principal, sendo pouco calórica e ideal para os dias quentes. No entanto, não te esqueça que a salada deve ter sempre proteínas (presentes na carne, peixe, ovos, seitan, tofu, fiambre), hidratos de carbono complexos (leguminosas, massa…), fibras e vitaminas (vegetais e/ou fruta). Leva o tempero à parte e use-o no momento. Para temperar usa azeite (em pouca quantidade), vinagre, sumo de limão ou ervas aromáticas.
  6. Se optares por uma sandes (escolhe pão mais escuro em detrimento do branco), recheie-a com atum, salmão, frango, carne assada ou queijo. Adicione sempre um ou mais vegetais e não cedas ao apelo dos molhos - nem da manteiga!
  7. Termina sempre a refeição com uma peça de fruta.
  8. Transporta a marmita num saco térmico. Quando chegares ao seu local de trabalho guarda-a logo no frigorífico.

 

Atenção!
Se guardas a refeição num recipiente plástico, passa-o para o prato quando a fores aquecer no micro-ondas. Existem substâncias tóxicas no plástico que se libertam quando este é sujeito temperaturas elevadas e que se julgam estar associadas ao desenvolvimento de várias patologias.

 

Aqui fica a sugestão de um cardápio para uma semana.

 

 

2ª Feira
Sopa de Feijão com espinafres 
Frango no forno com arroz de passas e nozes 
1 Peça de Fruta 

 

3ª Feira
Sopa de legumes com feijão verde 
Filetes de Pescada com cogumelos e cenoura e batata cozida 
Maçã Assada
images (2).jpg
4ª Feira 
Canja de galinha 
Feijoada de abóbora e courgete 

1 Peça de Fruta 

 

5ª Feira 
Caldo de legumes 
Salada de Bacalhau e grão  
Iogurte 

6ª Feira 
Sopa de grão e agrião
Esparguete de salmão e molho de limão 
Salada de fruta 

 

As escolhas certas para almoços mais económicos mas sempre saudáveis.