Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Maria Amélia

Não nos devemos demorar onde não somos felizes... Não há nada que a persistência não alcance...o que importa é o que tu queres!

Maria Amélia

Não nos devemos demorar onde não somos felizes... Não há nada que a persistência não alcance...o que importa é o que tu queres!

ALIMENTOS QUE POTENCIAM A CONCENTRAÇÃO

Se a rotina pede que a atenção seja mantida durante longas horas, a alimentação pode ser a aliada. Segundo especialistas, é importante consumir alimentos que contenham hidratos de carbono complexos e proteínas. Conheça alguns.

 

Sálvia - Esta erva é um impulsionador do cérebro. Um estudo, publicado no Journal of Psychopharmacology, concluiu que os suplementos de óleo de sálvia melhoram o desempenho em tarefas de maior atenção e memória uma hora depois da toma. Quatro horas mais tarde, os participantes também estavam menos cansados mentalmente e mais despertos. A sálvia inibe uma enzima que quebra a acetilcolina, uma substância química do cérebro que melhora a função cognitiva.

 

Fruta desidratada - Os damascos secos e as maçãs desidratadas não só fornecem fontes de açúcar natural para o cérebro, como são mastigáveis. De acordo com exames cerebrais japoneses, há maior atividade cerebral nas regiões associadas à memória e ao estado de alerta quando se está a mastigar. Portanto, é sempre preferível que seja fruta desidratada, que tem nutrientes imprescindíveis, em vez de gomas ou guloseimas.

 

Abacate - De acordo com um estudo de 2012 do Reino Unido, a gordura monoinsaturada presente no abacate dá-lhe vantagens no que toca à velocidade mental. Na experiência, depois dos participantes consumirem em média 16 gramas desta gordura conseguiram uma maior atenção e velocidade nos testes de palavras e memória.

 

Beterraba - Considerada um superalimento, para além de contribuir para um melhor desempenho físico, a beterraba contém substâncias que favorecem a circulação sanguínea e o fluxo de sangue no cérebro. Foi o que constatou uma investigação da Universidade Wake Forest, na Carolina do Norte, Estados Unidos.

 

Ovos - Não deite fora a gema. Contém luteína, um antioxidante geralmente associado a uma visão aguçada. Dois ovos também fornecem 250 mg de colina e vitamina B que ajudam a manter a estrutura das células cerebrais. Além disso, as proteínas de alta qualidade e as gorduras animais podem satisfazê-lo, propiciando uma maior concentração.

 

18198423_RIa3c.jpeg

 

Amendoins - Um novo estudo publicado no British Journal of Nutrition revela que comer amendoim ou manteiga de amendoim pode diminuir o desejo de comer até oito horas mais tarde. Os amendoins estabilizam o açúcar no sangue e causam a libertação de hormonas que transmitem sensação de satisfação. Isso fará com que se mantenha concentrado nas suas tarefas diárias, sem súbitas vontades de comer.

 

Chá de menta - Só o cheiro já o desperta. Um estudo da Universidade Wheeling Jesuit, de 2011, constatou através de uma experiência que os participantes nos jogos virtuais expostos ao aroma da menta conseguiram superar mais níveis do que aqueles que não ingeriram a bebida.

 

Sardinha e carapau - Alguns peixes contêm uma série de ácidos gordos e ómega 3. Um estudo de 2013 publicado no American Journal of Clinical Nutrition descobriu que as mulheres saudáveis que aumentaram a sua ingestão deste tipo de alimentos apresentaram melhores resultados em testes de memória em comparação com um outro grupo que não ingeriu este tipo de alimentação. Cavala, sardinha, atum e salmão são apenas alguns dos peixes ricos em ácidos gordos.

 

Quinoa - Os hidratos de carbono são um dos nutrientes mais essenciais para o cérebro, porque fornecem energia muito rapidamente. Mas prefira os hidratos de carbono complexos, aos refinados, porque não causam um pico drástico de açúcar no sangue. Estudos revelaram que aumentar a ingestão de hidratos de carbono ao pequeno-almoço fortalece o nível de atenção/alerta ao longo do dia. A quinoa é uma boa alternativa aos cereais integrais. É muito rica em hidratos de carbono e contém todos os aminoácidos essenciais.

 

Frango - O ferro desta carne branca dá-lhe energia e aumenta a acuidade mental. Um estudo publicado em 2014 na revista Nutrients mostrou que mulheres que comeram almoços ricos em proteínas, como carne, frango e queijo, viram os seus níveis de ferro aumentar, além de apresentarem melhores resultados nos testes de memória, velocidade de planeamento e atenção.